Logo-Casp.png
Buscar

Tire suas dúvidas sobre a declaração do Imposto de Renda 2022

Prazo de envio do documento foi estendido até dia 31 de maio pela Receita Federal.

Visando mitigar eventuais efeitos decorrentes da pandemia da Covid-19 e tornar a declaração do Imposto de Renda (IR) mais simples, a Receita Federal anunciou uma série de novidades para esse ano, uma delas foi a prorrogação do prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda 2022 para dia 31 de maio — antes, a data final era até 29 de abril.

Além disso, há ainda a possibilidade, para algumas pessoas, de receber o pagamento da restituição por PIX, e a inclusão de uma nova categoria só para declarar criptoativos, como bitcoin e NFTs.

E, se esta é a primeira vez que você vai prestar as contas com o leão, não se preocupe! Preparamos um passo a passo com tudo o que você precisa saber sobre como declarar o seu Imposto de Renda, além disso, temos também um time com excelentes profissionais prontos para te ajudar com essa tarefa. Confira!


1. Até quando é possível declarar o Imposto de Renda 2022?


É possível declarar o Imposto de Renda 2022 até 31 de maio.


2. Quem deve declarar o IRRF 2022?


•Recebeu rendimentos tributáveis superior ao limite de R$ 28,559,70;

•Recebeu rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte superior ao limite de R$ 40 mil;

•Alcançou receita bruta anual decorrente de atividade rural superior a R$ 142.798,50;

•Pretende suprir prejuízos da atividade rural deste ou de anos anteriores com as receitas deste ou de anos futuros;

•Realizou operações em bolsas de valores;

•Possui bens ou direitos no valor acima de R$ 300 mil contabilizados até 31 de dezembro de 2021;

•Teve ganho de capital a partir da venda de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto;

•Teve isenção de imposto sobre o ganho de capital na venda de imóveis residenciais, e adquiriu outro, no prazo de 180 dias;

•Ingressou no Brasil com visto permanente ou temporário em qualquer mês e se encontrava nessa condição até 31 de dezembro de 2021;


3 . Quais documentos eu preciso reunir para fazer a declaração?

Você precisa de informes de rendimento de instituições financeiras; informes de rendimento fornecidos por todas as fontes pagadoras do ano-base 2021; comprovantes de gastos com educação pessoal ou dos dependentes; recibos ou notas fiscais de gastos com saúde; comprovante de pagamento de previdência complementar; comprovante de pagamento de pensão alimentícia judicial, se for o caso; entre outros, além de documentos pessoais, como CPF e título de eleitor. 4. É melhor fazer a declaração completa ou simplificada? Em geral, o modelo completo é mais indicado para quem tem muitos gastos com saúde e educação, dependentes e mais de uma fonte de renda. Nela, todas essas despesas são consideradas na apuração do imposto. A simplificada, por sua vez, costuma ser indicada para quem tem poucas despesas dedutíveis, já que considera um desconto padrão de 20% sobre todos os rendimentos tributáveis.

5. O que acontece com quem não fizer a declaração?

Os contribuintes que não enviarem o documento, estarão sujeitos a multa de 1% ao mês, calculada sobre o total do imposto devido apurado na declaração. Aqueles que têm restituição a receber também são punidos pelo atraso. O valor mínimo da multa é de R$ 165,74, e o valor máximo é de 20% do imposto sobre a renda devido.


Nosso Endereço

Rua Elizeu Di Bernardi, 688

Campinas - São José | SC

CEP 88101-050 | Piso Superior

  • Whatsapp
  • Instagram
  • Facebook
Horário de Funcionamento

Segunda a sexta-feira das 8h30min às 12h | 13h30min às 18h30min

(48) 3374-6997